Sofia Marques da Silva nomeada Chief Editor da revista Ethnography and Education (Routledge)

 

Sofia Marques da Silva, investigadora do CIIE, foi nomeada Chief Editor [diretora] da revista científica Ethnography and Education. Iniciará funções em janeiro de 2018 por um período de 5 anos, substituindo Dennis Beach da Universidade de Gotemburgo na liderança da revista.

Entre 2014 e 2017, Sofia M. Silva foi Deputy Editor juntamente com Carl Bagley, da Universidade de Durham, e Geoffrey Walford, da Universidade de Oxford.

Esta revista é publicada pela Taylor & Francis/Routledge. Indexada na Scopus, a Ethnography and Education está posicionada no 2º quartil na área da Educação e na área de Estudos de Género e no 1º quartil na área de Estudos Culturais.

Sofia Marques da Silva é Professora Auxiliar da FPCEUP desde 2008. É desde 2001 membro do CIIE, integrando o grupo de investigação "KIDE – Conhecimento, Inovação e Diversidades em Educação". Os seus interesses de investigação centram-se em: metodologias de investigação em educação, com ênfase na etnografia e etnografia digital em educação; culturas juvenis, percursos socioeducativos e redes em contextos urbanos e rurais; desigualdades, diversidade e inclusão de minorias e migrantes; estudos de género.

A sua designação para a liderança desta publicação internacional representa o reconhecimento do seu trabalho no âmbito da etnografia em educação, que inclui o desenvolvimento do método na sua vertente digital e a participação e dinamização de redes internacionais e a organização de publicações internacionais no campo.

 

***********

Sobre a revista Ethnography and Education

"Ethnography and Education is an international, peer-reviewed journal publishing articles that illuminate educational practices through empirical methodologies, which prioritise the experiences and perspectives of those involved.

The journal is open to a wide range of ethnographic research that emanates from the perspectives of sociology, linguistics, history, psychology and general educational studies as well as anthropology. The journal’s priority is to support ethnographic research that involves long-term engagement with those studied in order to understand their cultures, uses multiple methods of generating data, and recognises the centrality of the researcher in the research process.

The journal welcomes substantive and methodological articles that seek to explicate and challenge the effects of educational policies and practices; interrogate and develop theories about educational structures, policies and experiences; highlight the agency of educational actors; and provide accounts of how the everyday practices of those engaged in education are instrumental in social reproduction."

(in Página Web da revista)