A revista ESC está sedeada em Portugal, mas são bem-vindas colaborações de qualquer parte do mundo que promovam o debate académico e o avanço do conhecimento científico no campo educativo.

Os artigos devem constituir pesquisas originais que se coadunem com a missão e escopo da ESC. Devem ser também teoricamente informados e metodologicamente sustentados e relevantes para um público internacional.

São aceites e publicados artigos em português, inglês, francês e espanhol.

A ESC não cobra aos/às autores/as quaisquer taxas de submissão ou de publicação de artigos e os conteúdos estão disponíveis na íntegra, em acesso livre e gratuito, na página Web da Revista.

 

 

ARBITRAGEM CIENTÍFICA

 

Todos os artigos de investigação publicados na revista ESC passam por um rigoroso processo de peer review. Cada artigo é sujeito a um escrutínio inicial por parte da direção da Revista e, se considerado adequado para a ESC, é encaminhado para avaliação por pelo menos dois/duas especialistas conceituados/as na área em que o texto se enquadra. Neste processo é assegurado o anonimato de autores/as e avaliadores/as (double-blind peer review).

Com base nos pareceres recebidos, a direção da ESC decide se o artigo deve ser aceite sem alterações, aceite com alterações, re-submetido ou rejeitado. A direção da ESC é responsável pela decisão editorial final.

Do artigo submetido devem constar os elementos identificativos da autoria do artigo, designadamente uma pequena biografia de cada um/a (4 a 5 linhas). O secretariado da ESC assegura a supressão destas e doutras informações antes do processo de arbitragem científica, para garantir o anonimato dos/as autores/as.

 

 

ORIGINALIDADE, RESPONSABILIDADE E AUTORIZAÇÕES

 

No processo de submissão, o/a autor/a para correspondência, em nome dos/as restantes autores/as, deve anexar uma declaração de que se trata de um artigo inédito e original, não tendo sido publicado, submetido nem aceite para publicação em qualquer outro veículo de divulgação.

Esta declaração deve confirmar que todos os/as autores/as autorizaram a submissão e eventual publicação.

Os/as autores/as deverão assumir igualmente a responsabilidade pelo rigor e exatidão do conteúdo, assim como pelas opiniões expressas. Apesar de os/as editores e revisores/as desenvolverem esforços para assegurar a qualidade técnica e científica dos manuscritos, a responsabilidade final do conteúdo é da exclusiva responsabilidade dos/as autores/as, aos/às quais pertence a propriedade intelectual dos artigos.

Quando aplicável, o mesmo documento deverá esclarecer sobre eventuais conflitos de interesse, financeiros ou de outra natureza, que possam ter influenciado o trabalho. Se os/as autores/as não estiverem certos/as do que pode constituir um potencial conflito de interesses, devem contactar o secretariado da Revista.

Antes de submeter o artigo, os/as autores/as devem obter autorização escrita para reprodução de ilustrações, tabelas, quadros, figuras ou citações com mais de 500 palavras que tenham sido anteriormente publicados e/ou que sejam objeto de direitos de autor e enviar essa declaração juntamente com o artigo. A ESC condena veementemente o plágio e o auto-plágio.

 

 

COPYRIGHT

 

Os/as autores/as concedem à ESC, à sua direção e/ou a outros representantes legais do CIIE/FPCEUP direitos totais e exclusivos para a publicação, distribuição, apresentação e arquivo do seu artigo, em todo o mundo e em todos os formatos e meios atualmente conhecidos ou desenvolvidos futuramente. A licença de exclusividade deverá ser assinada e enviada quando o artigo for aceite para publicação.

Os artigos publicados na ESC não podem ser reproduzidos no seu todo ou em parte sem a prévia autorização da sua direção.

 

 

AGRADECIMENTOS

 

A secção de agradecimentos, anterior à das referências bibliográficas, deve incluir os nomes completos e referências a fontes de financiamento externas, como bolsas de investigação. Nesta secção podem também ser mencionados todos os que contribuíram para o estudo (pessoas ou entidades) que não cumpram requisitos de autoria.

 

 

PROVAS DO ARTIGO

 

As provas do artigo serão enviadas em formato PDF ao/à autor/a para correspondência, devendo ser atentamente verificadas antes de ser devolvidas. Os/as autores/as serão notificados/as quando os artigos forem publicados na página Web da ESC.

 

 

NORMAS DE SUBMISSÃO

 

  1. Os artigos devem ser submetidos por e-mail, em Word, para ciie_edicoes@fpce.up.pt. Toda a correspondência, incluindo a notificação da decisão, é efetuada através e-mail. A submissão do artigo deve ser acompanhada de uma declaração de originalidade (ver acima) e de uma pequena nota biográfica (com menos de 100 palavras) de cada autor/a.
  2. São aceites e publicados artigos em português, inglês, francês e espanhol. Cada artigo deve incluir o título, resumo e palavras-chave em português, inglês e francês. Para artigos em espanhol, o título, o resumo e as palavras-chave são igualmente disponibilizados nesse idioma.
  3. Todas as pessoas autoras devem incluir as afiliações institucionais e endereços de e-mail. Um dos/as autores/as deve ser indicado/a como autor/a para correspondência, bem como fornecer todos os elementos para contacto, incluindo e-mail, morada e número de telefone.
  4. Os artigos devem evitar linguagem discriminatória.
  5. Os/as autores/as devem assegurar-se de que os artigos obedecem rigorosamente às “instruções aos autores”. Caso não se verifique esse cuidado, os artigos serão devolvidos para retificação antes de ser encetado o processo de arbitragem científica.

 

Preparação do documento

 

  1. Cada artigo deverá conter entre 6000 e 8000 palavras, incluindo resumos, palavras-chave, tabelas, notas de rodapé, referências bibliográficas e apêndices.
  2. O artigo deve incluir um resumo (e respetivas traduções – ver acima) que não poderá exceder as 200 palavras, que descreva objetivos, metodologia e resultados do estudo apresentado. Devem ainda ser indicadas até 5 palavras-chave.
  3. O texto deve ser processado em espaçamento 1,5 entre linhas, a fonte utilizada deve ser Times New Roman, tamanho 11, e as margens devem estar configuradas da seguinte forma: margem superior – 3 cm; restantes margens – 2,5 cm.
  4. As citações devem incluir o último apelido dos/as autores/as e o ano de publicação, bem como o número de página no caso de citações diretas.
  5. As citações com mais de 40 palavras devem aparecer em bloco indentado à esquerda, sem aspas.
  6. Títulos, subtítulos e outras secções do texto devem ser inequivocamente diferenciados.
  7. Devem ser evitadas notas de rodapé explicativas cujo conteúdo possa ser integrado no texto.
  8. Para dúvidas relativas à submissão do manuscrito, por favor visite a página Web da ESC. Para o esclarecimento de outras questões ou se necessitar de alguma informação adicional, por favor contacte o secretariado da Revista.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 

  1. Para a redação da lista de referências bibliográficas deve ser seguido o manual de estilo da American Psychological Association (APA), excetuando as regras para o primeiro nome, que a ESC apresenta por extenso.
  2. As referências devem ser organizadas alfabeticamente numa secção autónoma intitulada “Referências bibliográficas”.
  3. Todas as referências desta lista final devem ter sido utilizadas no texto, assim como todas as referências citadas no texto devem constar da lista.
  4. Todas as referências devem ser apresentadas de forma completa e rigorosa.

 

Formato das Referências Bibliográficas

 

Artigo com “digital object identifier” (DOI)

Autor, Nome (Ano). Título do artigo. Título da Revista com Iniciais Maiúsculas, volume(número), pp-pp.. doi:xx.xxxxxxxxxx

Lopes, Amélia, & Pereira, Fátima (2012). Everyday life and everyday learning: The ways in which pre-service teacher education curriculum can encourage personal dimensions of teacher identity. European Journal of Teacher Education, 35(1), 17-38. doi:10.1080/02619768.2011.633995

 

Artigo sem DOI disponível

Autor, Nome A., & Autor, Nome B. (Ano). Título do artigo. Título da Revista Com Iniciais Maiúsculas, volume(número), pp-pp. Retirado de http://www.xxxxxxx

Clandinin, D. Jean, Lessard, Sean, & Caine, Vera (2012). Reverberations of narrative inquiry: How resonant echoes of an inquiry with early school leavers shaped further inquiries. Educação, Sociedade & Culturas, 36, 7-24. Retirado de http://www.fpce.up.pt/ciie/revistaesc/ESC36/ESC36_D.Jean_Sean&Vera.pdf

 

Livro (versão impressa)

Autor, Nome (Ano). Título do livro em itálico: Inicial maiúscula também para o subtítulo. Local de publicação: Editora.

Bianchetti, Lucídio, & Correia, José A. (2011). In/exclusão no trabalho e na educação: Aspectos mitológicos, históricos e conceituais. Campinas (BR): Papirus Editora.

 

Livro – organização ou coordenação (versão impressa)

Organizador, Nome (Ano). Título do livro em itálico: Inicial maiúscula também para o subtítulo. Local de publicação: Editora.

Hedtke, Reinhold, & Zimenkova, Tatjana (Eds.). (2013). Education for civic and political participation: A critical approach. Londres: Routledge.

 

Livro eletrónico

Autor, Nome (Ano). Título do livro em itálico: Inicial maiúscula também para o subtítulo. Retirado de http://www.xxxxxxx

Silva, Sofia M., & Landri, Paolo (Eds.). (2012). Rethinking education ethnography: Researching on-line communities and interactions. Retirado de http://www.fpce.up.pt/ciie/?q=publication/e-books/edition/rethinking-edu...

 

Capítulo de livro

Autor, Nome A., & Autor, Nome B. (Ano). Título do capítulo. In Nome A. Organizador, Nome B. Organizador, & Nome C. Organizador (Eds.), Título do livro em itálico: Inicial maiúscula também para o subtítulo (pp. xxx-xxx). Local de publicação: Editora.

Stoer, Stephen R., & Cortesão, Luiza (2008). Multiculturalism and educational policy in a global context (European perspectives). In Nicolas Burbules & Carlos Alberto Torres (Eds.), Globalizations and education critical perspectives (2nd ed., pp. 253-274). Nova Iorque/Londres: Routledge.

 

Dissertação ou tese não publicada

Autor, Nome (Ano). Título da tese em itálico (Tese de doutoramento ou dissertação de mestrado não publicada). Nome da Instituição, Localização, País.

Macedo, Eunice (2012). School rankings, on the other hand…: Possibilities of young adult citizenship in the tension of educational and social change (Tese de doutoramento não publicada). Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, Porto, Portugal.

 

Dissertação ou tese presente em repositório

Autor, Nome (Ano). Título da tese em itálico (Tese de doutoramento ou dissertação de mestrado). Retirado de https://www.xxxxxxx

Loja, Ema (2012). The impact of dis/abl(e)ism on disabled people in Portugal: Fado, citizenship and the embodied self. Retirado de http://repositorio-aberto.up.pt/handle/10216/64846

 

Comunicação ou poster não publicado

Orador, Nome (Ano, mês). Título da comunicação em itálico. Comunicação ou poster apresentado na designação do congresso, Instituição, Localização, País.

Young, Michael (2010, September). Education as a vocation: Lessons from Continental Europe. Keynote speech presented at the annual conference of the European Educational Research Association – ECER 2009, Vienna, Austria.

 

Comunicações publicadas periodicamente

Orador, Nome (Ano, Mês). Título da comunicação em itálico. Título do livro de atas, volume, pp-pp.

Nogueira, Paulo, & Fonseca, Laura (2010). Sexual education and the school: Perspectives and sexual protocols of young men and women. ICERI2010 Proceedings, 3, 2060-2070.

 

 

Para mais informações, por favor consulte a secção 7 do Publication Manual of the American Psychological Association (6ª edição).