Auto-Avaliação em Agrupamentos: Relação com Qualidade e Melhoria da Educação

Financiamento 
FCT

 

Referência
PTDC/CED/72181/2006

 

Investigador responsável 
Manuela Terrasêca

 
 
Equipa de investigadores 
Anabela Sousa
Carina Coelho
Conceição Paulino
João Caramelo
José Paulino
Manuel Matos
Rafael Tormenta
Rosália Rocha
Susana Mourão
 
 
Duração  
01.10.2007 - 30.09.2010
 
 
Web
 
 
Resumo
Pretende-se com este projecto produzir conhecimento ao nível da avaliação em educação, especificamente no que respeita à auto-avaliação em Agrupamentos de Escolas, numa perspectiva da melhoria da qualidade do ensino, das escolas e da educação. O trabalho de investigação a desenvolver vem na sequência da realização de um curso de formação avançada em Avaliação em Educação e do desenvolvimento de um Estudo de Avaliação Externa de uma Medida Comunitária, relativa à formação profissional, com financiamento FSE. No âmbito da realização deste estudo, houve lugar ao desenvolvimento de um modelo compósito de avaliação, designado 'Avaliação Institucional', cujas matrizes científicas e metodológicas são a Análise Institucional, as dimensões Formativas/Formadoras da avaliação, a Abordagem Clínica e a Complexidade (ver, em particular, o estado da arte, neste Projecto). O trabalho de investigação vai centrar-se em torno dos seguintes eixos principais: a) aprofundamento e renovação do conhecimento relativamente à problemática da auto-avaliação em Agrupamentos e sua articulação com a melhoria da qualidade das escolas e da educação; b) concepção de dispositivos metodológicos pertinentes para a produção de avaliação e acompanhamento em contexto de Agrupamento; c) reflexão sobre os efeitos produzidos pela auto-avaliação e sua articulação com as transformações nas identidades profissionais dos diversos professores dos ciclos de ensino presentes em Agrupamentos; d) reflexão sobre a relação entre a auto-avaliação em Agrupamentos e as dinâmicas dos respectivos ciclos de vida organizacionais. O desenvolvimento deste projecto, espera, ainda, não só os resultados apontados em lugar próprio desta candidatura, mas também um efeito multiplicador do seu potencial de pesquisa, pela sua articulação com projectos individuais de formação avançada (Mestrado e Doutoramento).