ECOAR_Empregabilidade e Competências através da Arte

Financiamento

Programa Cidadania Ativa - EEA Grants

 

Coordenadora

Maria João Mota (PELE - Associação Social e Cultural)

 

Consórcio

PELE - Associação Social e Cultural
DGRSP - Direcção Geral da Reinserção e Serviços Prisionais
CIIE/FPCEUP
SEC/FPCEUP
Nordic Black Theatre - Noruega

 

Equipa (CIIE/FPCEUP)

Tiago Neves

 

Duração

18 meses
1-11-2014 - 30-04-2016

 

Websites

http://www.apele.org/#!ecoar/cm44
https://www.facebook.com/pele.associacao

 

Resumo

Este projecto dirige-se a jovens que se encontrem a cumprir medidas judiciais privados de liberdade quer em contexto de Centro Educativo, quer em Estabelecimentos Prisionais. Definimos como critérios prioritários para a selecção dos participantes: jovens que se encontrem a 6 meses do final do cumprimento de pena, provenientes de contextos socioeconómicos desfavoráveis, com experiências negativas na educação formal, que tenham baixos níveis de escolaridade e/ou dificuldade na permanência num posto de trabalho.

O projeto é inspirado na experiência do Projecto PEETA (Personal Effectiveness and Employability through the Arts) desenvolvido no Estabelecimento Prisional Especial de Santa Cruz do Bispo em 2012 e que assenta numa metodologia de avaliação e certificação de soft skills vocacionadas para a empregabilidade através das ferramentas artísticas.

Através de uma avaliação estruturada na observação, recolha de evidências, feedback individual e coletivo, auto e heteroavaliação, as dinâmicas e processo de criação artístico transformam-se num instrumento de capacitação pois permitem que estes sejam convertidos em Objetivos de Aprendizagem orientados para competências de Empregabilidade transversais: Comunicação Eficaz, Relações Interpessoais, Gestão de Tarefas e Aprendizagem e Reflexão.

 

Objectivos:
  • Avaliação e certificação de soft skills através das linguagens artísticas no sentido da capacitação e empregabilidade de jovens em situação de cumprimento de medidas judiciais;

  • Acompanhamento dos participantes através da criação de planos individuais de formação/emprego;

  • Formação de técnicos sociais e artistas nesta metodologia, promovendo a sua multiplicação e disseminação quer a nível nacional quer internacional através da cooperação internacional com o Oslo Black Theatre.