EduTransfer – Aprender através de diversos contextos educativos

 

EduTransfer – Aprender através de diversos contextos educativos: Transferibilidade de práticas promissoras no quadro do Horizonte 2020

 

Financiamento

Fundação para a Ciência e a Tecnologia, IP (FCT)

 

Referência

PTDC/CED-EDG/29886/2017

 

Instituição

CIIE/Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto

 

Investigador Responsável (IR): Helena C. Araújo
Co-IR: Eunice Macedo

 

 

Equipa de investigação

Helena C. Araújo (IR)
Eunice Macedo (Co-IR)
Sofia Marques da Silva
Pedro Abrantes
Cosmin Nada
Investigador Auxiliar (a contratar)
Bolseiro/a de investigação (BI) (a contratar)

 

Duração

36 meses
1-10-2018 – 30-9-2021

 

Resumo

Esta pesquisa participativa analisa as possibilidades de transferibilidade entre instituições educativas, de práticas educativas promissoras, que tomam como base a aprendizagem através da resolução de problemas, como método cooperativo. Por isso, envolve escolas do ensino regular e instituições educativas fora da escola, as arenas alternativas de aprendizagem.

Parte-se da preocupação com a necessidade de encontrar formas mais concertadas de ação na educação, que envolvam os diferentes stakeholders na promoção de um sentido de pertença e de compromisso com a educação, por parte de jovens e de docentes, e que contribuam para a redução, com mais sucesso, dos problemas de abandono da educação e formação.

Assume também relevo a criação de espaços no interior das instituições educativas, onde os jovens tenham a oportunidade de exercer a sua cidadania e competências essenciais, participando na identificação, tomada de decisão e ação para a melhoria dos seus contextos de vida. A dimensão de inovação do projeto emerge da forte articulação entre pesquisadores, docentes e jovens na construção de práticas participativas de resolução de problemas reais, identificados pelos próprios jovens e que resultam no envolvimento da comunidade, enquanto simultaneamente produzem dados cruciais à compreensão e melhoria dos contextos, permitindo uma análise apurada por parte da equipa de investigação, com o contributo dos participantes.

O olhar de investigação sustenta-se numa perspetiva sociológica que argumenta acerca da necessidade de ir além da identificação dos problemas para colaborar na construção de medidas para a sua resolução. Numa articulação coerente com os princípios teóricos de uma pesquisa sensível e implicada nos processos que observa e analisa, a etnografia é o método principal de recolha e análise de dados sendo complementada pela discussão focalizada em grupo, que se sustenta nas vozes dos participantes. O recurso a estes métodos complementares permitirá cruzar as perspetivas dos investigadores, mais sustentadas na observação, e as perspetivas dos atores, que serão ouvidos e tidos em conta na investigação.