Histórias por Contar

 

“Histórias por Contar": Experiências e incoerências da condição dos sem-abrigo

 

Financiamento

Mecanismo de subgranting “Uma Europa aberta, justa e sustentável no mundo: as políticas europeias e o papel da juventude portuguesa” lançado pela Plataforma Portuguesa das Organizações Não-Governamentais para o Desenvolvimento (ONGD)

 

Área temática

Desigualdades e Exclusão Social

 

Consórcio

  • ADRA - Associação adventistas para o Desenvolvimento, Recursos e Assistência (Coord.)
  • Centro de Investigação e Intervenção Educativas (CIIE), Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto (FPCEUP)
  • Escola Superior de Educação e Ciências Sociais, Instituto Politécnico de Leiria (IPL)
  • Escola Superior de Educação e Comunicação, Universidade do Algarve (UALG)
  • Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa

 

Equipa

  • Cármen Maciel, ADRA
  • Dalila Coelho, CIIE/FPCEUP
  • Maria Antónia Barreto, IPL
  • Hugo Mártires, UALG
  • Clara Carvalho, ISCTE

 

Duração

6 meses
Data de início: 15-1-2021
Data de fim: 2-7-2021

 

Descrição

O projeto tem como objetivos: (O1) Fortalecer os Direitos Humanos através da desconstrução de estereótipos relativos à população em situação de sem-abrigo, e (O2) Contribuir para o reforço da coerência das políticas na mitigação do fenómeno dos sem-abrigo, de forma a alcançar o desenvolvimento sustentável.

O O1 pretende atingir duas frentes distintas: os jovens universitários e a população em geral. A problemática dos sem-abrigo será levada a jovens universitários, entre os 17 e 30 anos, através da apresentação do tema em Sessões Interativas, realizadas em instituições de Ensino Superior, e da sua mobilização a terem uma parte ativa na campanha digital de sensibilização da população geral, promovendo a partilha dos materiais produzidos nas redes sociais e como forma de recolha das suas perceções acerca do tema. A população portuguesa será alvo de uma campanha de informação e sensibilização através da produção e disseminação de infografias e vídeos que reflitam a realidade vivida por pessoas em condição de sem-abrigo, bem como as suas histórias pessoais.

O O2 terá como grupo-alvo os decisores políticos. Através da apresentação de uma lista de recomendações, produzida a partir da recolha e análise de dados, bem como da avaliação das perceções da população, estes serão responsabilizados pela aplicação efetiva de políticas públicas europeias que pretendem combater a pobreza e a exclusão social, bem como analisar a coerência que existe entre estas e os restantes setores.