REduF Raizes da Educacao para o Futuro

REduF – Raízes da Educação para o Futuro

 

Financiamento

Fundação para a Ciência e a Tecnologia, IP (FCT)

 

Referência

PTDC/CED-EDG/30342/2017

 

Instituição coordenadora

CIIE/Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto

 

Parceiros

CIEd/Instituto de Educação da Universidade do Minho
Faculdade de Letras da Universidade do Porto

 

Investigador Responsável (IR): Margarida Louro Flegueiras
Co-IR: Anabela Amaral

 

Equipa de investigação (FPCEUP)

Margarida Louro Felgueiras (IR)
Anabela Amaral (Co-IR)
Investigador Auxiliar (a contratar)

 

Duração

36 meses
28-9-2018 – 27-9-2021

 

Resumo

O projeto Raízes da Educação para o Futuro (REduF) é um projecto de investigação interdisciplinar e de intervenção cultural que toma por objecto a herança cultural educativa de uma região interior.

O REduF visa quatro objetivos principais: investigar, salvaguardar e reutilizar o património escolar edificado, móvel e imaterial enquanto recurso endógeno da região; formar capital humano para preservar e explorar a Herança Cultural regional; criar um Centro Interdisciplinar, Transfronteiriço e Inter-regional de Memória da educação (CITRIME); promover formas inovadoras de disseminação de bens culturais. A implementação do CITRIME responde à necessidade de ultrapassar a simples guarda e interpretação cultural, projetando o capital simbólico incorporado em artefactos como elemento de valorização económica e coesão social das regiões, ligado ao turismo cultural e transfronteiriço. Utiliza a metodologia da investigação-ação cruzando diferentes abordagens mas privilegiando para a recolha das tradições educativas e escolares regionais a história oral, a etnografia, os estudos de cultura material.

O REduF realizará um programa de formação cujo objetivo é capacitar pessoas da região para se fixarem e intervirem na preservação e valorização da herança cultural. Este programa assume duas vertentes: uma sobre herança cultural dirigida a jovens ligados à área das relações públicas e serviços com incidência no turismo; outra dirigida a professores seniores, que irão colaborar na recolha de memórias e património.

Tendo Murça conservado um núcleo edificado representativo da evolução dos edifícios escolares do início do século XX até à atualidade, o REduF reutilizará um desses espaços patrimoniais, disponibilizado pela Autarquia, para instalar o CITRIME. Inserido na região do Douro internacional funcionará como articulador inter-regional da coesão sociocultural e do desenvolvimento económico e turístico das regiões Duriense, Transmontana e transfronteiriças.

Atuará na promoção da autenticidade cultural das regiões, usando o potencial criativo do património simbólico de todas as gerações, nas suas múltiplas vertentes (arquitetónico, móvel, imaterial e natural, etnográfico e sua incidência na educação).

A implementação do CITRIME inclui a elaboração de produtos culturais de apoio à exposição, divulgação de atividades educativas aliadas às tecnologias da informação e a formas de divulgação criativas. Para a divulgação serão criados: conteúdos culturais e científicos para a página de internet recorrendo a animação e vídeo, a exposição inaugural e uma exposição temporária. A organização de eventos culturais – seminários, conferências, estágios de investigação, visitas de estudo – atrairá à região visitantes, pelo que o CITRIME colaborará em atividades dirigidas ao turismo cultural, participando na definição de percursos e itinerâncias turísticas. O CITRIME será um polo de investigação histórico-pedagógica e de formas de divulgação criativas.

 

Palavras-chave

Formação de capital humano; Herança cultural; Infraestruturas culturais; Património histórico cultural da educação