ReKINDLE+50 – Migracoes Digitais e Inovacao Curricular

 

ReKINDLE+50 – Migrações Digitais e Inovação Curricular: Ressignificar a Experiência e (Re)Encantar a Profissão Docente Depois dos 50

 

Financiamento
Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), através do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (COMPETE 2020) do PORTUGAL 2020, e Fundação para a Ciência e a Tecnologia, IP (FCT)

 

Referência
PTDC/CED-EDG/28017/2017

 

Instituição Coordenadora
CIIE/Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto

 

Parceiro
Instituto de Educação da Universidade do Minho

 

Investigador Responsável (IR): Ana Mouraz
Co-IR: Amélia Lopes

 

Equipa de investigação
Ana Mouraz (IR)
Amélia Lopes (Co- IR)
Ana Cristina Torres
Angélica Monteiro
Fátima Pereira
Fernando Santos
José Alberto Lencastre (CIEd/IEUM)
José Carlos Morgado (CIEd/IEUM)
Marco Bento (CIEd/IEUM)
Investigador Auxiliar (CIIE/FPCEUP) (a contratar)

 

Duração
31 meses
2-7-2018 – 1-2-2021

 

DESCRIÇÃO

A abrir

O projeto "ReKINDLE+50 – Migrações Digitais e Inovação Curricular: Ressignificar a Experiência e (Re)Encantar a Profissão Docente Depois dos 50" (REKINDLE+50) projeto nº  28017 financiado pelo Sistema de Apoio à Investigação Científica e Tecnológica (SAICT), na modalidade de Projetos de Investigação Científica e Desenvolvimento Tecnológico (IC&DT), pretende contribuir para o aumento do conhecimento das condições em que é possível potenciar o envelhecimento da população docente e promover o reencantamento profissional.

Por isso, o seu logotipo associa o acrónimo do projeto REKINDLE+ 50 à transformação do ícone da aula tradicional (o livro no púlpito) na aula que se inverte e à estante que se transforma em ecrã e sai fora da caixa.

 

O projeto

Portugal apresenta um corpo docente envelhecido. Em vinte anos de história do país, o tempo de trabalho aumentou em média 10 anos. Os professores portugueses vivem situações de instabilidade, constrangimento e desmotivação, isto é, de desencanto. Algum desse desencanto resultará da diferença geracional existente entre professores e seus alunos, acentuada pela familiaridade digital que caracteriza o perfil dos alunos atuais e pela alteridade de interesses, de linguagens e de raciocínio que caracteriza professores e alunos. Como consequência, encontra-se um sentimento de ineficácia do trabalho curricular desenvolvido, que despoleta processos de burnout, agravados pelo aumento da idade da reforma. Simultaneamente, à escola e à educação em geral pedem-se cada vez mais tarefas, dão-se mais responsabilidades e espera-se mais qualidade da ação educativa desenvolvida.

Este projeto foi desenhado para responder a esse desencontro, contrariando alguns dos efeitos do envelhecimento dos professores, invertendo o círculo vicioso identificado e transformando esse envelhecimento num potencial de inovação curricular. É sua finalidade potenciar a relação entre a agência curricular assumida pelos professores e as práticas de ação educativa mediadas pelas tecnologias móveis. O carácter inovador do projeto reside na ressignificação da experiência profissional dos professores com mais de 50 anos para promover a renovação do seu compromisso com a docência e com a inovação curricular, mediadas pelo recurso às tecnologias móveis.

De um ponto de vista metodológico este é um projeto que associa a investigação à intervenção e à formação de professores do ensino básico e secundário. ReKindle+50 projeta diagnosticar, monitorizar e avaliar a mudança de práticas, no que intitulamos migrações digitais, e sua sustentabilidade a curto e médio prazo. Convoca dois centros de formação que têm estado ativamente envolvidos no projeto? Salas de aula do Futuro? Convoca também uma equipa de investigadores oriunda de duas universidades portuguesas, que têm em comum a investigação e a intervenção sobre os principais tópicos que o projeto mobiliza: a formação e o desenvolvimento profissional de professores, a agência curricular e a dimensão intersticial das tecnologias móveis nessa gestão. Apesar dessas comunalidades, os problemas de investigação em que os elementos da equipa estão interessados são diversos e permitirão dar ao projeto a complexidade que o assunto merece e que é, para todos, um desafio simultaneamente científico, pedagógico e ético? investigar as potencialidades da relação entre o desenvolvimento profissional dos professores mais velhos e o uso das tecnologias móveis e seus efeitos na eficácia da ação curricular. Os resultados esperados do projeto serão manifestos nas migrações digitais que os professores abrangidos forem capazes e seus efeitos na sua profissionalidade. O projeto terá, ainda, efeitos institucionais e políticos mais abrangentes