Base Saúde e Cidadania

Saúde e Cidadania: Disparidades e necessidades interculturais na atenção sanitária às mães imigrantes (2009-2013)

 

Dados Gerais do Projeto

 

Financiamento e entidades parceiras
Projeto financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia. Desenvolvido em parceria com o CIES-ISCTE|IUL (unidade proponente). Referência do projeto: PTDC/CS-SOC/113384/2009.

 

Acesso
Os dados do estudo quantitativo encontram-se numa base de dados SPSS, podendo ser disponibilizados dessa forma ou em formato Excel.

As variáveis Age, Migrant e WomanAcds estão em acesso livre e imediato.

Todas as restantes variáveis serão disponibilizadas mediante solicitação específica e justificação. Ver indicações por variável no menu lateral.

 

Objetivos

  • A promoção de práticas inclusivas e abordagens inovadoras no campo da saúde da mulher e saúde materna.
  • Examinar o papel da cultura, poder desigual e a exclusão social da imigrante grávida, e o respetivo impacto na saúde da mulher e saúde materna, com especial atenção para o papel da cultura e das desigualdades sociais no acesso destas mulheres aos cuidados de saúde e serviços de qualidade.
  • Promover a igualdade de acesso à saúde materna e a cuidados de saúde equitativos, melhorando a qualidade dos cuidados de saúde para as mulheres imigrantes.

 

Instrumento de recolha de dados e modo de aplicação
Os dados quantitativos foram recolhidos através de um questionário (estudo transversal).

Um questionário de autopreenchimento foi aplicado durante visitas domiciliares previamente agendadas, permitindo a recolha de dados sobre vários tópicos relevantes: condições demográficas e sociais (nível socioeconómico, escolaridade, rendimento, situação de emprego e composição do agregado familiar), estilos de vida e comportamentos de saúde ginecológica, obstétrica e história médica geral, a caracterização dos cuidados pré-natais e da assistência médica pós-parto, sintomas e comorbilidades pré-natais e pós-parto, hábitos de saúde e práticas culturais (quando aplicável) e questões específicas associadas à migração.

Adicionalmente, quatro escalas específicas validadas foram aplicadas: Escala de Percepção de Stress (Cohen, Kamarck & Mermelstein, 1983; adaptação e validação portuguesa de Pais Ribeiro, 2009), Escala de Satisfação com o Suporte Social (Pais Ribeiro, 1999), Mental Health Inventory 5 (Veit & Ware, 1983; adaptação e validação portuguesa de Pais Ribeiro, 2001) e Escala de Depressão Pós-parto de Edimburgo (Cox, Holden & Sagovsky, 1987; adaptação e validação portuguesa de Augusto, Kumar, Calheiros, Matos & Figueiredo, 1996, e Areias, Kumar, Barros & Figueiredo, 1996) após o parto (seguindo as recomendações definidas pela Direção-Geral da Saúde). Dados obstétricos foram complementados e confirmados através das informações da gravidez presentes no livro da grávida, um registo de dados clínicos pré-natais e intraparto que é dado a todas as mulheres grávidas em Portugal. Esta avaliação ocorreu 2-3 meses após o parto.

No total, 277 questionários respondidos foram obtidos, 89 por migrantes e 188 por mulheres portuguesas.

 

Ano de aplicação
2012

 

Sujeitos inquiridos
Estudo qualitativo e quantitativo: Mães recentes imigrantes dos países com maior representação em Portugal, à data (Brasil, países Africanos de língua oficial Portuguesa e países do Leste Europeu), bem como mulheres portuguesas (para comparação).

Estudo qualitativo: profissionais de saúde e funcionários, como atores-chave na prestação de serviços de saúde e de assistência materna e infantil.

Estudo quantitativo: Todas as mulheres (277 participantes) foram recrutadas através dos hospitais de referência (Hospital de S. João, Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia e Espinho, Centro Hospitalar do Porto – Maternidade Júlio Dinis e Hospital Pedro Hispano). A aprovação do estudo foi obtida no decorrer de 2011 entre as Comissões Executiva e de Ética de todas as instituições. Em todas as instituições, o Diretor de Serviço de Obstetrícia e Ginecologia foi contactado e envolvido no projeto de pesquisa. A monitorização do consentimento, a adesão e o interesse em participar do estudo foi conseguida através dessa coligação.

 

Publicações

  • Almeida, Lígia M., Caldas, José, Ayres-de-Campos, Diogo, Barrientos, Dora, & Dias, Sónia (2013). Maternal healthcare in migrants: A systematic reviewMaternal and Child Health Journal17(8), 1346-1354. doi:10.1007/s10995-012-1149-x. JCR ; Scopus
  • Almeida, L.M. & Caldas, J.P. (2013) Diáspora e Maternidade da Mulher Guineense e Cabo-verdiana em Portugal: nos trilhos da Integração. In Atas do Colóquio Internacional Cabo Verde e Guiné-Bissau: Percursos do Saber e da Ciência. Lisboa: Instituto de Investigação Científica Tropical.

  • Almeida, L.M., & Caldas, J.M.P. (2012). Cuidados de Saúde Materno-infantis em Imigrantes Brasileiras no Porto. In Livro de Atas do 2º Seminário de Estudos sobre a Imigração Brasileira na Europa, pp.113-127. Centro de Investigação e Estudos de Sociologia, ISCTE-IUL.

  • Almeida, Lígia M., & Caldas, José (2012). Cuidados de saúde materno-infantis em imigrantes: Que realidade?. Revista Iberoamericana de Salud y Ciudadanía1(1), 19-36.

  • Caldas, José, & Almeida, Lígia (2012). Ser imigrante, ser mulher, ser mãe: Diáspora e integração da mulher são-tomense em Portugal. In Ana Cristina Roque, Gerhard Seibert, & Vítor R. Marques (Eds.), Actas do Colóquio Internacional São Tomé e Príncipe numa Perspectiva Interdisciplinar Diacrónica e Sincrónica (pp. 287-302, Vol. I). Lisboa: Instituto Universitário de Lisboa/Centro de Estudos Africanos/Instituto de Investigação Científica Tropical.

  • Caldas, J. M. P. & Almeida, L. M. (Eds.) (2011). Health and Citizenship: Immigration & Maternity. IOHC/CIIE – Universidade do Porto, Porto. N.DL: 337489/11. ISBN: 978-989-97614-0-7.

 

Resumo do projeto
As tendências migratórias representam uma oportunidade para a União Europeia: contrariam o envelhecimento demográfico e atendem às necessidades de mercado de trabalho, contribuições essenciais para o desenvolvimento económico e sociocultural. A migração é também um desafio: novas necessidades surgem quando a população se torna mais heterogénea, e as sociedades têm de se adaptar a um novo contexto de coexistência. Um dos mais importantes desafios é à prestação universal e equitativa de cuidados de saúde. Que estes sejam acessíveis e tenham qualidade para toda a população, independentemente do seu sexo, etnia ou país de origem, é uma questão de direitos humanos (Fernandes & Pereira,2009).

Como tem sido aludido no Relatório de Desenvolvimento Humano das Nações Unidas, Portugal tem demonstrado o seu empenho em melhorar a integração dos migrantes. Saúde e acesso dos cuidados de saúde é um aspeto essencial da inclusão ou exclusão social dos imigrantes (Ingleby et al.,2005). As tendências demonstraram a feminizarão da migração e a participação crescente das mulheres migrantes na demografia europeia. Na Europa assistimos ao nascimento cada vez menor de crianças entre mulheres autóctones, sendo as migrantes as que estão ajudando a manter as taxas de fertilidade e fecundidade. O bom estado de saúde deste coletivo é fundamental para o futuro dos países que os recebem.

Vários estudos têm demonstrado que as migrantes apresentam piores indicadores de saúde: maiores níveis de mortalidade materna, neonatal e mortalidade infantil, abortos espontâneos, maior incidência de depressão pós-parto, e recém-nascidos com baixo peso consequência de baixíssimo seguimento ginecológico e deficiente educação pré-natal (Bartlett et al.,2002; Carballo & Nerukar, 2001; Machado et al,2007). Outros estudos têm mostrado aspetos positivos como o nível mais elevado de aleitamento materno, hábitos alimentares mais saudáveis e menor consumo de tabaco durante a gravidez em relação às mulheres autóctones (Machado et al., 2007). No Portugal a investigação no este âmbito é ainda recente, e pouco se sabe sobre a saúde das mulheres imigrantes e do acesso aos cuidados de saúde materno-infantil. Todos esses fatores indicam a necessidade urgente de desenvolver pesquisas nesta área. O presente projeto tem por leitmotiv a "cidadania de saúde" dos emigrantes e das mulheres grávidas como primeiro passo para a promulgação dos direitos de cidadania em Portugal. A cidadania é um conceito antigo associado a direitos e deveres concedidas aos membros de determinada comunidade. Com o surgimento dos modernos Estados Nacionais, os governos nacionais têm vindo a tornar-se o elemento central no processo de definir formalmente a cidadania com a consequente separação entre "nós" (cidadão com plenos direitos) e "outro" (não cidadão) (Aleinikoff & Klusmeyer, 2002). O conceito de "cidadania de saúde" enfatiza que a saúde e cuidados de saúde são uma questão de direitos humanos, e significa “o crescente envolvimento do cidadão em assumir mais responsabilidades em saúde e tomar decisões informadas em relação à saúde” (Padilla, 2008).

Portugal reconhece o direito dos migrantes ao Sistema Nacional de Saúde. A lei garante o acesso aos cuidados de saúde para todos os cidadãos independentemente da sua situação legal. Na prática vários obstáculos são bem conhecidos (linguagem e problemas de comunicação, falta de informação, de competência cultural dos profissionais de saúde, resistências administrativas). O acesso à saúde em populações imigrantes obriga a uma reflexão sobre a interação entre cultura e exclusão social. Falta de recursos económicos, habitação e condições de trabalho precárias foram geralmente associados a uma saúde mais deficitária devido a uma alimentação inadequada, superlotação e inadequação habitacional e comportamentos pouco saudáveis como tabagismo e alcoolismo. A presença destes fatores de risco em mulheres grávidas pode ter um impacto negativo não só em si, mas também na saúde das suas crianças.

A pesquisa analisará o papel da cultura, desigualdade e exclusão social na saúde das mulheres imigrantes grávidas e dos cuidados de saúde materna considerando todos os atores: mulheres grávidas, profissionais de saúde e apoio social, e organizações da comunidade. A população principal será dupla: mulheres grávidas imigrantes dos países de origem mais importante em Portugal, (PALOP, Brasil, Ucrânia) e mulheres grávidas autóctones como grupo de comparação; e profissionais de saúde, como agentes fundamentais na prestação de cuidados de saúde materna. Os contextos em estudo serão as áreas metropolitanas da grande Lisboa e do grande Porto. Outras questões centrais no projeto são: o empoderamento das mulheres grávidas imigrantes e a promoção da competência cultural; a interligação entre teoria e prática, com especial atenção para "boas práticas" no domínio dos cuidados de saúde materna; e o desenvolvimento de uma avaliação multimodo das necessidades da saúde.

 

Descrição das variáveis

ID [número de questionário]

Date [data de aplicação do questionário]

Age [idade da mulher]

Migrant [migrante ou portuguesa]

FatherNat [nacionalidade do seu pai]

MotherNat [nacionalidade da sua mãe]

FatherAcds [escolaridade do seu pai]

MotherAcds [escolaridade da sua mãe]

WBirthdate [data de nascimento da mulher]

WNationality [nacionalidade da mulher]

LengthStay [há quanto tempo está em Portugal]

DocStatus [estado documental]

MaritalStatus [estado marital]

RelationshipLenght [duração do atual relacionamento com o companheiro/pai do bebé]

PartnerNat [nacionalidade do companheiro]

Language [qual a língua falada em casa]

WomanAcds [escolaridade da mulher]

WOccupation [última profissão da mulher]

PartOccupation [última profissão do companheiro]

WomanWork [situação atual da mulher perante o emprego]

PartnerWork [situação atual do companheiro perante o emprego]

LenghtUnWork [Se desempregada, incapaz para o trabalho ou aposentada, há quanto tempo?]

MotherGestAge [idade gestacional da sua mãe, aquando do seu nascimento]

MotherAge [idade da sua mãe quando ela (mulher) nasceu]

Household [onde mora]

HouseRooms [número de quartos da casa onde reside]

HouseInHab [quantas pessoas moram na casa onde reside]

Income [rendimento familiar mensal]

HealthBePreg [avaliação do estado de saúde antes de engravidar]

HealthNow [avaliação do estado se saúde atual, pós-parto]

DxDisease [diagnóstico de doença que necessitou de tratamento continuado, antes da gravidez]

DxDepression [diagnóstico de depressão antes da gravidez]

DxEpilepsy [diagnóstico de epilepsia antes da gravidez]

DxDyslipidemia [diagnóstico de dislipidemia antes da gravidez]

DxNoGestDiab [diagnóstico de diabetes não gestacional]

DxHTA [diagnóstico de hipertensão antes da gravidez]

DxAnemia [diagnóstico de anemia antes da gravidez]

DxLungDisease [diagnóstico de doença pulmonar antes da gravidez]

DxHeartDisease [diagnóstico de doença cardíaca antes da gravidez]

DxKidneyDisease [diagnóstico de doença renal antes da gravidez]

DxCancer [diagnóstico de cancro antes da gravidez]

DxOtherDisease [diagnóstico de outra doença antes da gravidez]

Smoke [alguma vez fumou?]

NrCig_last3months [número de cigarros antes de engravidar – 3 meses antes de engravidar]

NrCig_1stTrim [número de cigarros no 1º trimestre]

NrCig_2ndTrim [número de cigarros no 2º trimestre]

NrCig_3rdTrim [número de cigarros no 3º trimestre]

Quitsmoke [Deixou de fumar? quando?]

NrWeeksQuitSmoking [Parou de fumar durante a gravidez. Em que semana de gestação?]

Exp_smoking_3monthsPre [Exposição a ambientes com fumadores, 3 meses antes da gravidez]

Exp_smoking_1stTrim [Exposição a ambientes com fumadores, 1º trimestre]

Exp_smoking_2ndTrim [Exposição a ambientes com fumadores, 2º trimestre]

Exp_smoking_3rdTrim [Exposição a ambientes com fumadores, 3º trimestre]

Exp_smoking_Post [Exposição a ambientes com fumadores, pós-parto]

AlcohoolProb [Alguma vez teve problemas com a bebida?]

AgeQuitingAlcohool [Com que idade parou de beber?]

DrugProb [Alguma vez teve problemas com drogas?]

AgeQuitingDrug [Com que idade parou com as drogas?]

Contraception [utiliza ou já utilizou métodos de contraceção?]

BCPills [pílula]

VagRing [anel vaginal]

Adhesive [adesivo transdérmico]

IUD [dispositivo intrauterino /DIU]

Implant [implante subdérmico]

Condom [preservativo]

UseofEmergPill [pílula do dia seguinte/ pilula abortiva]

N_EmergPill [número de vezes que necessitou de usar pílula do dia seguinte / pilula abortiva]

PapTesting [alguma vez fez o teste papanicolau?]

PapRegular [com que regularidade o faz?]

NPregnancies [quantas vezes esteve grávida]

NPregSameFather [quantas dessas gravidezes foram do pai deste último bebé]

NChildren [quantos filhos tem]

PrevPreg1_ObsRes [resultado obstétrico da última gravidez]

PrevPreg1_Nbabies [número de bebés da última gravidez]

PrevPreg1GA [idade gestacional na última gravidez]

Baby1Sex [sexo do bebé, última gravidez]

Baby1BW [peso ao nascimento, última gravidez]

Baby1Cong_Malform [malformações congénitas, última gravidez]

DeliveryMode1 [via de parto, última gravidez]

PrevPreg1PlacAbrup [descolamento da placenta, última gravidez]

PrevPreg1PlacPrae [placenta prévia, última gravidez]

PrevPreg1_GD [diabetes gestacional, última gravidez]

PrevPreg1_HTA [hipertensão arterial, última gravidez]

PrevPreg1_Tromb [tromboembolismo, última gravidez]

PrevPreg1_BF [amamentação, última gravidez]

PlannedPreg [gravidez planeada]

FamPlan [planeamento familiar]

SpontPreg [gravidez espontânea]

NonSpontPreg_Method [gravidez não espontânea – método utilizado]

FamDoctor [atribuição de médico de família]

PregConsHC [consultas da gravidez no centro de saúde]

PregConsH [consultas da gravidez, hospital de referência]

PregConsP [consultas da gravidez, privado]

GW_begin_ConsHC [idade gestacional em que iniciou as consultas no centro de saúde]

GW_begin_ConsH [idade gestacional em que iniciou as consultas no hospital de referência]

GW_begin_ConsP [idade gestacional em que iniciou as consultas no privado]

GW_end_ConsHC [idade gestacional em que terminou as consultas no centro de saúde]

GW_end_ConsH [idade gestacional em que terminou as consultas no hospital de referência]

GW_end_ConsP [idade gestacional em que terminou as consultas no privado]

GW_1stCons [idade gestacional com que foi à primeira consulta]

M12GW_1stCons [foi à consulta com mais de 12 semanas de gravidez]

M12GW_1stConsMotive [motivo pelo qual foi à primeira consulta com mais de 12 semanas de gravidez]

NConsultations [número de consultas total pela gravidez]

USound [fez ecografias durante a gravidez]

Xray [fez raio-x durante a gravidez]

Amnio [fez amniocentese durante a gravidez]

CVSTest [fez teste às vilosidades coriónicas durante a gravidez]

BloodTest [fez análises ao sangue durante a gravidez]

BSMTest [fez rastreio bioquímico às malformações durante a gravidez]

GBSTest [fez triagem de streptococus do grupo B durante a gravidez]

OtherExams [fez outros exames durante a gravidez]

USound_1T [ecografias no 1º trimestre]

Xray_1T [raio-x no 1º trimestre]

Amnio_1T [amniocentese no 1º trimestre]

CVSTest_1T [teste às vilosidades coriónicas no 1º trimestre]

BloodTest_1T [análises ao sangue no 1º trimestre]

BSMTest_1T [rastreio bioquímico às malformações no 1º trimestre]

GBSTest_1T [triagem do streptococus do grupo B no 1º trimestre]

Others_1T [outros exames no 1º trimestre]

USound_2T [ecografias no 2º trimestre]

Xray_2T [raio-x no 2º trimestre]

Amnio_2T [amniocentese no 2º trimestre]

CVSTest_2T [teste às vilosidades coriónicas no 2º trimestre]

BloodTest_2T [análises ao sangue no 2º trimestre]

BSMTest_2T [rastreio bioquímico às malformações no 2º trimestre]

GBSTest_2T [triagem do streptococus do grupo B no 2º trimestre]

Others_2T [outros exames no 2º trimestre]

USound_3T [ecografias no 3º trimestre]

Xray_3T [raio-x no 3º trimestre]

Amnio_3T [amniocentese no 3º trimestre]

CVSTest_3T [teste às vilosidades coriónicas no 3º trimestre]

BloodTest_3T [análises ao sangue no 3º trimestre]

BSMTest_3T [rastreio bioquímico às malformações no 3º trimestre]

GBSTest_3T [triagem do streptococus do grupo B no 3º trimestre]

Others_3T [outros exames no 3º trimestre]

HIVScr [triagem ao HIV]

LS_Physicians [avaliação da satisfação com o atendimento por parte dos médicos, vigilância da gravidez]

LS_Nurses [avaliação da satisfação com o atendimento por parte dos enfermeiros, vigilância da gravidez]

LS_AdminStaff [avaliação da satisfação com o atendimento por parte dos administrativos, vigilância da gravidez]

SR_diss_lackCons [autorrelato de insatisfação por motivo de falta de consultas]

SR_diss_TimeWaiting [autorrelato de insatisfação por motivo de demora de atendimento nas consultas]

SR_diss_RushCons [autorrelato de insatisfação por motivo de consulta muito curta ou insuficiente para esclarecimento de dúvidas]

SR_diss_AdmAttitude [autorrelato de insatisfação pela atitude dos administrativos]

SR_diss_NurAttitude [autorrelato de insatisfação pela atitude dos enfermeiros]

SR_diss_PhysAttitude [autorrelato de insatisfação pela atitude dos médicos]

SR_diss_InfoQuality [autorrelato de insatisfação por falta de qualidade/insuficiência na informação recebida]

SR_diss_Bureaucracy [autorrelato de insatisfação por excesso de burocracia na marcação de consultas]

SR_diss_LackFinancialtoCons [autorrelato de insatisfação por falta de recursos financeiros para pagar consultas e exames]

SR_diss_LackFinDrugs [autorrelato de insatisfação por falta de recursos financeiros para pagar medicação]

SR_diss_other [autorrelato de insatisfação por outros motivos]

RefAccessPHS [recusa de atendimento especializado em instituição de saúde pública]

MedPreg [medicação durante a gravidez]

FolAcid [ácido-fólico]

IronSup [suplementação de ferro]

MultiSup [multivitamínicos]

ChildBirthClasses [frequência de aulas de preparação para o parto]

CBPC_GWbegin [semana gestacional em que iniciou a preparação para o parto]

NChildBirthClasses [número de aulas de preparação para o parto frequentadas]

CBPC_who [quem a acompanhou nas aulas de preparação para o parto]

DeliveryDate [data de parto]

DeliveryPlace [local da ocorrência do parto]

Delivery_SS [quem a acompanhou durante o parto]

DeliveryMode [tipo de parto]

VagLabour_anesth [anestesia no parto eutócico]

CSPlanned [cesariana planeada]

LabourInfo [informação recebida durante o trabalho de parto sobre a evolução do mesmo]

LS_labour_Physicians [avaliação da satisfação sobre a intervenção dos médicos durante o parto]

LS_labour_Nurses [avaliação da satisfação sobre a intervenção dos enfermeiros durante o parto]

HospDays [quantos dias permaneceu no hospital após o parto]

HospMore3D [motive pelo qual permaneceu mais de 3 dias no Hospital após o parto]

QualityInCountryOrigin [avaliação da qualidade dos cuidados de saúde recebidos em comparação com o país de origem]

EWeight [peso inicial, antes da gravidez]

FWeight [peso no final da gravidez]

GA [idade gestacional]

G_HTA [hipertensão gestacional]

Pre_Eclampsia [pré-eclampsia]

HELLP [síndrome de HELLP]

G_Diabetes [diabetes gestacional]

G_Pyeloneph [pielonefrite na gravidez]

G_Metrorrhagia [metrorragia na gravidez]

UrinInf [infeções urinárias durante a gravidez]

DPPNI [DPPNI - Desprendimento prematuro de placenta normoinserta]

FetalMalf [malformações fetais]

LabourDuration [duração do trabalho de parto]

AnesthesiaInLabour [tipo de anestesia]

BloodLoss [hemorragia intraparto]

Episiotomy [episiotomia]

PerLacer [laceração do períneo]

TotalEPS [Soma dos scores da escala de perceção de stress]

TotalMHI_5 [Soma dos scores da escala MHI-5]

TotalESSS [Soma dos scores da escala de satisfação com o suporte social]

TotalEPDS [Soma dos scores da escala de depressão pós-parto de Edimburgo]