cabeçalho FPCEUPCIIE english version
menu português projeto amor, medo e poder outras apresentaçoes observatório europeu de femicídio projeto ceinav publicações Bystanders publicações projeto ceinav femicide across europe outras apresentaçoes projeto amor, medo e poder love fear and power project other presentations european observatory of fermicide ceinav project publications Bystanders publications ceinav project femicide across europe other presentations love fear and power project publicações projeto ceinav femicide across europe outras apresentaçoes projeto amor, medo e poder projeto amor, medo e poder outras apresentaçoes femicide across europe projeto ceinav publicações Bystanders publicações projeto ceinav femicide across europe outras apresentaçoes projeto amor, medo e poder o seminário objectivos temas submissão de propostas inscrição o projecto contactos  

OUTRAS APRESENTAÇÕES

Seminário de Docentes no âmbito da Formação “Prevenção da Violência de Género na Família e na Escola”
FPCEUP/2013 | 17 novembro

Decorreu na FPCEUP, no passado dia 17 de novembro, o Seminário final da Ação de Formação "Prevenção da Violência de Género na Família e na Escola" em que as equipas docentes e outros/as especialistas apresentaram comunicações acerca de projetos desenvolvidos em contexto escolar para a prevenção da violência de género. 

[ver programa]

Maria José Magalhães apresentou uma comunicação subordinada ao tema "Os Conceitos e a Prevenção da Violência de Género". 

[apresentação em pdf]


Simpósio DA VIOLENCIA ENTRE PARES À VIOLÊNCIA DE GÉNERO, no VII Congresso Internacional Gallego-Português de Psicopedagogia,
11 a 13 setembro 2013, Braga

Realizou-se, no 11 de setembro de 2013, realizou-se, em Braga o Simpósio "Da Violência entre Pares à Violência de Género", com as participações de: María Victoria Carrera Fernández, Maria José Magalhaes, José Peixoto Caldas, Yolanda Rodríguez Castro, e Ana Tomás Almeida, com a coordenação de María Lameiras Fernández.

[resumos em pdf]

[fotos]

 

Jornadas Internacionais de Enfermagem Comunitária - 9-10 maio 2013, ESENF - Porto

Violência de género e a saúde: resultados da pesquisa do Projeto Love, Fear and Power

Estudos empíricos internacionais, realizados desde a década de 1960, mostram que a violência de género contra as mulheres tem graves consequências para a saúde das vítimas, o que também vem sendo reconhecido por diversas instâncias internacionais (UN, OMS, Conselho da Europa, entre outras).
No que se refere ao sistema de saúde, o seu relevante papel tem sido identificado sobretudo no que se refere à prevenção secundária e terciária (García-Moreno 2002), embora possa desempenhar um papel igualmente relevante na prevenção primária (Cox et al. 2010). Aqui, o compromisso do cuidar assumido pela enfermagem, num paradigma holístico (Cerejeira 2012; Nunes 2008), será crucial para efetivar uma intervenção clínica em enfermagem também na prevenção primária.
Nesta comunicação, assente na investigação realizada no Projeto “Love Fear and Power: Pathways to a non violent life” (financiado pela FCT-CIG), apresentar-se-ão as perspetivas de profissionais que trabalham em instituições especializadas de apoio a mulheres vítimas de violência e suas crianças assim como de histórias de vida de mulheres vítimas de violência. Nestas representações e visões, fica claro, no contexto temporal e geográfico onde decorreu a pesquisa, o falhanço do setor de saúde na proteção, segurança e cuidado a mulheres vítimas de violência doméstica e suas crianças.
Em articulação, apresentam-se também perspetivas de alguns profissionais de saúde que, num contexto temporal e geográfico igualmente específico, evidenciam desconhecimento do problema da violência doméstica, arriscando promover a revitimização das vítimas (ou vitimização secundária). Percorrendo a investigação no campo, compreende-se que as/os profissionais de saúde enfrentam, ainda, um enorme percurso a fazer para um verdadeiro cuidado às vítimas de violência que inclua a preservação da sua proteção e segurança, percurso que poderá ser mais longo e difícil se assenter num paradigma biomédico (Tower 2007).

Palavras-chave: violência de género; setor da saúde; perspetivas de vítimas; visões de profissionais;

[apresentação em pdf]

[programa]

Referências:

Garcia-Moreno, C. (2002) “Dilemmas and opportunities for an appropriate health-service response to violence against women”, The Lancet, Vol 359: 1509–14.
Cox, Pamela J.; Ortega, Sandra; Cook-Craig, Patricia G.; Conway, Pat (2010) “Strengthening Systems for the Primary Prevention of Intimate Partner Violence and Sexual Violence: CDC’s DELTA and EMPOWER Programs”, Journal of Family Social Work, 13:287–296. 
Tower, Marion (2007) “Intimate Partner Violence and the Health Care Response: A Postmodern Critique”, Health Care for Women International, 28:438-452.
Cerejeira, Irene (2012) “Dimensões individuais e colectivas da violência doméstica em menopausa”, in Magalhães et al. (orgs.) (2012) Pelo Fio se Vai à Meada: Percursos de Investigação em Histórias de Vida, Lisboa: Ela por Ela, pp 135-152.
Nunes, Lucília – Palavras de Apresentação: Dois Símbolos e Contextos do VIII Seminário. Ordem dos Enfermeiros. Lisboa. Nº 29 (Maio, 2008), p. 4-8.

 

Xornadas Amor, Medo e Poder, na Universidade de Vigo, Campus de Ourense

Realizaram-se, no dia 15 de Abril de 2013, na Facultad de Educación da Universidade de Vigo, as Xornadas Amor, Medo e Poder [programa], onde Maria José Magalhães apresentou as conclusões da investigação do Projeto "Love, Fear and Power: Pathways to a non-violent life".

[apresentação]

[desdobrável]


2012

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL: "A VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES E A CONVENÇÃO DE ISTAMBUL" - 3 DEZEMBRO

[cartaz programa]

A Subcomissão de Igualdade da Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias da Assembleia da República e a Rede Parlamentar "Mulheres Livres de Violência" da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa promovem a Conferência Internacional - A Violência contra as Mulheres e a Convenção de Istambul no dia 3 de Dezembro, na Sala do Senado da Assembleia da República.
No passado dia 16 de Novembro de 2012, o Governo português aprovou a Conveção do Conselho da Europa para a Prevenção e Combate à Violência contra as Mulheres e à Violência Doméstica [Convenção de Istambul - pdf].
A Convenção de Istambul é um instrumento jurídico internacional legalmente vinculativo que promove um quadro legal paneuropeu para a proteção e segurança das mulheres contra todas as formas de violência, e para a prevenção e eliminação de todas as formas de violência contra as mulheres. No sentido da sua efetivação, estabelece, igualmente, um mecanismo específico de monitorização para garantir o papel dos Estados na sua implementação.

Maria José Magalhães foi oradora no Painel 2 – Portugal e a Convenção: o que falta fazer?

[Comunicação-pdf]


2010-2011

Seminário Internacional: "Género, Violência e Estrutura Social" - 17 Abril de 2012, 18h30

Prof.ª Doutora Margarida Louro Felgueiras – FPCEUP, Universidade do Porto, Portugal

Prof.ª Doutora Neuza Farias de Araújo – Universidade de Brasília, Brasil:
"Trabalho informal, género, discriminação e violência"

Prof.ª Doutora Maria José Magalhães – FPCEUP, Universidade do Porto, Portugal:
"A violência de género em tempos de crise: o impacto da estrutura social capitalista e patriarcal sobre a
violência no seio das relações de intimidade"

Cartaz (PDF)


Comunicação "Burnout nos discursos profissionais de atendimento às vítimas de violência de género: estudo quantitativo"
de Maria José Magalhães, Ana Isabel Forte e Cristina Queirós,

Ist Working Working Conditions International Congress, RICOT - 15 e 16 Setembro de 2011

A comunicação foca na incidência de Burnout nos profissionais de atendimento a vítimas de violência de género. A incidência deste fenómeno parece ser maior em profissões de carácter assistencial (Maslach & Schaufeli, 1993; Pines & Aronson, 1981). Trabalhar com utentes em sofrimento pode constituir uma importante fonte de stress e um factor desencadeador de Burnout (Freundenberger, 1974; Maslach & Jackson, 1981). Assim, pretendeu-se, com este estudo, Analisar, através dos discursos, a percepção do impacto do trabalho na vida pessoal de técnicos que desempenham funções laborais em centros de atendimento e de casas de abrigo em Portugal. Os resultados apontam que, por alusão às dimensões do burnout, é possível perceber que existe elevado risco de instalação do fenómeno.

"Burnout nos discursos profissionais de atendimento às vítimas de violência de género: estudo quantitativo" (PDF)

Programa I Congresso RICOT (PDF)


Workshop Internacional "Amor e Medo nas Relações de Intimidade" - 28 de Janeiro de 2011

Neste Workshop, pretende-se apresentar os resultados preliminares da  pesquisa do Projecto "Amor Medo e Poder: percursos de vida para a não  violência" no que diz respeito à avaliação dos serviços de atendimento a  mulheres vítimas de violência, do ponto de vista dos profissionais e das  instituições. A análise dos discursos dos profissionais apresenta-se  enquanto mapeamento institucional e discursivo dos serviços, das  metodologias e das perspectivas de atendimento e acompanhamento às  vítimas / sobreviventes de violência doméstica e de género,  providenciando uma compreensão aprofundada e qualitativa das filosofias,  metodologias, procedimentos e percepção sobre a eficácia e os resultados  que as diversas instituições e respectivas equipas detém sobre os seus  próprios serviços. A importância dos discursos na compreensão das  práticas assenta no que Berger & Luckmann (1996), entre outros  autores/as, demonstraram acerca do papel crucial da linguagem na  objetivação das práticas e relações sociais (ver também Ifversen, 2003).

Cartaz (PDF)

Mapeamento das instituições, Alexandra Dourado e  Elisabete Brasil (PDF)

Instituições humanistas e de  solidariedade e os discursos dos profissionais (PDF)

Referências bibliográficas
Berger, Peter L.  & Luckmann Thomas (1996), The Social Construction of  Reality, New York: Anchor Books.
Ifversen, Jan (2003) "Text, Discourse, Concept: Approaches to Textual  Analysis", KONTUR nr. 7, pp 60-69.


Oficina de Investigação: Reunião de trabalho com as Consultoras do Projeto - 19 de Março de 2010

Neste workshop, pretendeu-se ouvir as consultoras do Projeto Amor, Medo e Poder — Prof. Doutora Carol Hagemann-White, da Universidade de Osnabrück, Alemanha, e Prof. Doutora Sofia Neves, do ISMAI, no sentido da construção da conceptualização teórica do Projeto, nomeadamente no que diz respeito à intervenção e apoio a mulheres que experienciam ou experienciaram violência doméstica e de género, tendo em conta a diversidade das suas experiências. Constituiu também uma oportunidade para conhecer as possibilidades de uso de ferramentas artísticas, nomeadamente o teatro, como dispositivos para estratégias emancipatórias, pela Profa. Poliksena Kostova, da Universidade de Sofia.
As apresentações e o debate permitiram refletir sobre as respostas sociais às mulheres e crianças a nível europeu (Kelly, Hagemann-White, Meysen & Römkens 2011; Schröttle et al., 2006) e tendo em conta a transversalidade disciplinar (Neves e Nogueira 2003), no sentido de pensar a avaliação dos serviços em Portugal e refletir sobre a construção de histórias de vida com mulheres vítimas de violência de género e doméstica. 
Mais ainda, foi também equacionado o papel da educação na transformação social deste grave problema de direitos humanos (Magalhães, Silva e Costa, 2008; Pinto, Brasil, Magalhães & Fernandes 2002). 

Cartaz (PDF)

Referências bibliográficas
Kelly, Liz, Hagemann-White, Carol, Meysen, Thomas & Renée Römkens (2011) Realising Rights: Case Studies on Responses to Violence Against Women and Children in Europe, London: CWASU. 
Magalhães, Maria José, Silva, S. e Cecília Vieira Costa (2008) "Contributos para uma Educação para a Não Violência"
http://www.ipfp.pt/cdrom/... retrieved in March 2012. 
Neves, Sofia & Conceição Nogueira (2003) "A Psicologia Feminista e a Violência Contra as Mulheres na Intimidade: a (Re)Cosntrução dos Espaços Terapêuticos", Revista Psicologia & Sociedade, 15 (2): 43-64. 
Pinto, H., Brasil, E., Magalhães, MJ & Fernandes, L. (2002) "ONG de mulheres e a luta contra a violência contra
as mulheres e crianças no seio da família", in Actas do Colóquio Internacional “Família, Género e Sexualidade nas Sociedades Contemporâneas” Lisboa, Associação Portuguesa de Sociologia, 2002  http://www.aps.pt/cms/docs_prv/docs/DPR49f7335f09c55_1.pdf, retrieved in March 2012.
Schröttle et al. (2006) "Comparative reanalysis of prevalence of violence against women and health impact data in Europe – obstacles and possible solutions. Testing a comparative approach on selected studies", CAHRV, European Comission.

FPCEUP english version