PT
EN

1. Preditores psicossociais da saúde sexual em doentes com cancro

Este estudo tem como objetivo principal testar o efeito de um conjunto de variáveis psicossociais como as dimensões da personalidade, propensão para a inibição e excitação sexual, ajustamento diádico, na saúde sexual de doentes oncológicos.

Investigador responsável:
Ana Gomes (bisagomes@gmail.com)


2. Estudo Clínico Controlado sobre Eficácia no Tratamento da Dor Sexual em Mulheres

A dor sexual é uma problemática habitualmente crónica que afeta muitas mulheres, sendo difícil a determinação de um tratamento eficaz. O principal deste projeto é testar a eficácia de um programa de intervenção estruturada na dor sexual feminina baseada na Terapia Cognitivo-Comportamental e nas Terapias de Terceira Geração. Serão igualmente avaliados os diferentes preditores da mudança terapêutica. Será necessária a participação de um de 90 mulheres no presente projeto, sendo esperada uma mudança em diferentes variáveis avaliadas ao longo do tratamento e uma melhoria significativa na dor e na qualidade de vida sexual das mulheres que vivenciam estas dificuldades, após o tratamento.

Investigador responsável:
Cátia Oliveira (catioliveira@gmail.com)


3. Violência Sexual e Hipersexualidade

Atualmente, encontro-me a desenvolver uma linha de investigação na área temática do processamento cognitivo e emocional de estímulos de violência sexual, e a trabalhar o tema das vias etiológicas para o comportamento hipersexual, a partir de dados laboratoriais e de auto-relato.

Investigador responsável:
Joana Carvalho (joana.pereira.carvalho@gmail.com)


4. Preditores evolutivos da resposta sexual humana

Nova linha de investigação que conjuga os pressupostos já estudados pela Psicologia Evolutiva relativamente aos comportamentos de seleção de parceiros sexuais, com medidas psicofisiológicas da resposta de excitação sexual humana.

Investigador responsável:
Mariana Carrito (mariana.carrito@gmail.com)


4. Eficácia da Terapia Cognitivo-Comportamental e da Terapia baseada no Mindfulness na Perturbação do Desejo e da Excitação Sexual nas Mulheres

As problemáticas sexuais, nomeadamente a diminuição do desejo/excitação sexual, podem trazer sérias consequências ao nível do bem-estar, intimidade, comunicação e satisfação sexual, quer individualmente quer ao nível do casal. O principal deste projeto é testar a eficácia de um programa de intervenção de 8 semanas baseado no mindfulness e na autocompaixão na perturbação do desejo/ excitação sexual em mulheres portuguesas. No presente estudo podem participar mulheres com e sem dificuldades sexuais, com idade mínima de 18 anos e que se encontrem, na pré-menopausa. Para participar no estudo ou obter mais informações, contactar a investigadora responsável por e-mail (sandravilarinho@gmail.com) ou via móvel (963083411).

Investigadora responsável:
Sandra Vilarinho