EN

Programa Doutoral em Ciências da Educação

Visão global e objetivos

O Programa Doutoral em Ciências da Educação (PDCE) foi criado em 2007/08 na sequência do processo de Bolonha, e foi concebido tendo em conta não só a experiência existente, mas as recomendações do Quadro Europeu de Qualificações. O programa pressupõe uma estreita ligação com o Centro de Investigação e Intervenção Educativas, CIIE, tendo-se estabelecido como um programa internacional em associação com a UERJ PGPE, um centro de investigação e formação pós-graduada de renome da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, no Brasil.

A relação entre o PDCE e o ambiente de investigação do CIIE, e a excelência e especialização internacional em ensino e investigação da UERJ PGPE é de extrema importância. As duas instituições partilham um forte pressuposto acerca da relevância e centralidade da investigação em educação no âmbito dos quadros teóricos e metodológicos contemporâneos, no qual, para além de contextos educativos sociais, a agência humana e os seus atores são considerados teoricamente relevantes. A educação é vista como tendo um papel vital nos discursos sociais, políticos e económicos. Existe, também, uma preocupação central sobre a relevância de analisar perspetivas sobre a aprendizagem ao longo da vida, educação para todos, formação profissional, igualdade de oportunidades, educação e inclusão, políticas educativas, identidades profissionais, conhecimento e currículo, juventude e educação e educação de adultos.

A educação é concebida como contribuindo para a revitalização das democracias. As escolas, bem como as instituições de ensino não-formal, para além do seu papel na produção e disseminação do conhecimento, são entendidas como espaços públicos cruciais nos quais os cidadãos partilham perspetivas, práticas, geram opiniões e atitudes. O envolvimento educacional de associações culturais e sociais e instituições não-governamentais é percebido como permitindo o desenvolvimento de uma agenda de inclusão social e de atividades de cunho social, contribuindo para o empoderamento de grupos sociais vulneráveis e para o confronto e questionamento de dicotomias contemporâneas: o universal e o indivíduo; competitividade e igualdade de oportunidades; tradição e modernidade; diferença, diversidade e similaridade.


Acerca do CIIE

O Centro de Investigação e Intervenção Educativas (CIIE), fundado em 1988 na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto por iniciativa de Stephen R. Stoer, é uma unidade de investigação financiada pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).

A investigação desenvolvida no quadro do CIIE tem como referencial as problemáticas da educação com ênfase nas dimensões relacionadas com desigualdades e exclusões educativas e sociais, em consonância com os objetivos da União Europeia e do Conselho da Europa de ‘promoção da equidade, coesão social e cidadania activa’ e com os da ‘Europe 2020’ de um crescimento sustentável e inclusivo. As atividades regulares de investigação estão organizadas em 4 áreas programáticas: (1) Política, Políticas e Participação; (2) Formação, Saberes e Contextos de Trabalho e de Educação; (3) Cidadanias, Diversidades e Conhecimento Histórico; (4) Inovação, Criatividade e Desenvolvimento Local em Educação.

São vários os projetos de investigação financiados em curso no Centro, alguns com forte cooperação e financiamento internacionais, e centrados em torno, nomeadamente, da inovação curricular e pedagógica, avaliação educacional e institucional, formação de profissionais da ação e desenvolvimento humano, surdez e culturas, educação para a saúde ou da análise de políticas educativas e sociais. O CIIE tem sido também reconhecido pelo seu amplo envolvimento em projetos de investigação científica focalizados em questões de educação inter e multicultural, estudos de género e minorias étnicas e de património educativo e cultural.

Contactos

Serviço de Pós-graduações

Isabel Gomes
isabelgomes@fpce.up.pt

Diretora de Curso

Isabel Menezes
pdce@fpce.up.pt